11.26.2006

Almas femininas

Tantas almas femininas povoam esta terra

Este pequeno mundinho , no espaço ermo

Perguntam-me porque quero afeiçoar-me

A uma alma vagante pelos fios de telefones

Ora ... não sei se respondo a tamanha interrogação

Não é vida uma grande congregação ?

De almas vivantes querendo apenas conhecer

Outros seres deste planeta enfermo

Opostos que se encontram

Por mares nunca dantes tão navegados.


Estranho paradoxo , nos debruçamos na beirada de uma janela aberta

De frente para a praça , em pleno domingo , a admirar o ir e vir dos estranhos

Queremos que o mundo nos veja atraves de opacos vidros

Depois ... assombrados escondemo-nos atrás de uma fresta


Boas vindas ... espero que o convite te conduza a um rumo

Do qual recebas inumeras alegrias e contentamentos

Que floresçam pois as luzes de plenos deslubramentos

A cada um o seu destino , e cada um receba com carinho o seu prumo.


Permita-me dizer , madame , este convite galante

Parte de um poeta , sonhador e amante

De um filosofo e um ser pensante

Que nada mais quer que a amizade triunfante .

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home